Categorias
Flores de Bach

O que sabemos sobre a segurança e eficácia das flores de Bach?

Muitas pessoas ainda sentem dúvidas sobre a eficiência real das flores de Bach. Não podemos culpá-las, a dúvida é uma das boas virtudes do ser humano.

Pensando nisso, Sarah Chana Radcliffe respondeu algumas perguntas sobre as flores de bach, e justamente a que falaremos é essa:

“O que sabemos sobre a segurança e eficácia das flores de Bach?”

A Sra Radcliffe é uma psicóloga que faz suas consultas com casais, pais, adolescentes e adultos no seu consultório particular em Toronto.

Ela utiliza diversas intervenções terapêuticas em suas consultas, se quiser conhecer melhor as abordagens terapêuticas dela é só clicar aqui que poderá ver sua diversidade(em inglês).

A segurança e eficácia das flores de Bach

“É de conhecimento do público que os medicamentos psicotrópicos foram submetidos a ensaios terapêuticos bem rigorosos antes de serem colocados no mercado. 

Consequentemente, as suas ações específicas e os seus efeitos colaterais estão claramente definidos, tal como alguns dos seus mecanismos subjacentes. 

No entanto, mesmo os medicamentos não são completamente compreendidos nos efeitos que têm sobre o corpo humano e ainda menos, para muitos dos que são usados em crianças. 

Mas apenas um pequeno número de ensaios clínicos foram publicados sobre o tratamento de Flores de Bach na América do Norte. 

Só que eles apontam para um efeito positivo sobre o humor e o estresse. 

As preparações de flores são usadas na Grã-Bretanha desde 1930, há quase 1 século. 

Eles continuaram crescendo por causa de sua utilidade e sua inofensividade do ponto de vista do consumidor.

Neste momento, eles só podem ser oferecidos experimentalmente no ambiente clínico norte-americano: as pessoas que usam as flores fazem isso por sua conta e risco. 

Para as crianças particularmente, este pode ser um primeiro passo razoável antes de tentar medicação (em distúrbios ligeiros e moderados), uma vez que praticamente todos os medicamentos psicotrópicos têm conhecidos efeitos secundários negativos a curto prazo, bem como efeitos desconhecidos a longo prazo. 

Além disso, quase todos os medicamentos psicotrópicos (além dos utilizados para tratar ADHD, como a Ritalina), são experimentais quando utilizados no cérebro em desenvolvimento. Na verdade, pesquisas recentes indicaram especificamente que alguns medicamentos podem ser perigosos para crianças e pessoas com menos de vinte e cinco anos de idade (um assunto a ser discutido com um médico prescritor). 

A outra opção

Como resultado, em casos que não requerem atenção médica urgente, alguns pais podem preferir tentar um pequeno teste de flores de Bach com seu filho para ver se os sintomas podem ser suficientemente aliviados.

Da mesma forma, os adultos que estão preocupados com os efeitos colaterais conhecidos dos medicamentos psicotrópicos podem decidir primeiro experimentar as Flores de Bach quando sofrem de sofrimento emocional leve a moderado. Perturbação emocional grave e disfunção devem ser sempre avaliados e tratados por um profissional de saúde mental especializado em distúrbios clínicos, ou seja, um psicólogo clínico ou psiquiatra. As flores de Bach não são um substituto para a psicoterapia ou outros tratamentos necessários para doenças mentais.

Quando se decide experimentar a terapia com as Flores de Bach, deve-se ter em mente que nenhum tratamento de qualquer tipo funciona igualmente bem para todos. 

Veja também: Flores de bach para todos – O básico sobre os florais

Portanto, enquanto muitas pessoas experimentam excelentes resultados com a terapia de Bach, outras não notam nenhum efeito. 

Para um julgamento justo, o seu uso deve durar semanas ou meses (dependendo da recomendação do terapeuta), em vez de alguns dias. 

A terapia das flores de Bach é bem suave e sutil, de modo que as melhorias tendem a acontecer gradualmente e quase imperceptivelmente. 

Pode ser útil para manter um breve registro escrito de descrições de humor semanal, a fim de acompanhar melhorias e mudanças.

Como quase não possui contraindicações, então seu uso é seguro e pode ajudar mais do que as pessoas pensam..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *